segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Pilriteiro, abrunho-bravo – sementes a caminho



+
Na sequência de um post anterior, uma leitora deste blogue pediu-me algumas sementes de pilriteiro e de abrunheiro bravo, espécies da nossa flora autóctone.
A forma mais económica de fazer seguir a “encomenda” é por via postal. Evidentemente que quanto menor for o volume, menor será a despesa a cobrar. Enviar pilritos e abrunhos num envelope significaria mais volume e sumo na certa!
Por forma a separar as sementes, espremi os frutos entre as palmas das mãos. Casca, polpa e semente … à amalgama assim obtida juntei água. Passei a mistura por um crivo de malha larga, suficientemente apertado contudo para reter as sementes. O processo foi repetido diversas vezes até não restarem vestígios de polpa e casca.
As sementes foram depois secas ao sol. A encomenda já vai a caminho.
Rafael Carvalho / jan2013



6 comentários:

  1. :D Muito muito obrigada, já as recebi!! Em princípio irei plantar as zelhas no monte de Santa Luzia (eu vivo na encosta do monte, numa zona cada vez mais urbanizada mas perto da floresta - mais um eucaliptal, mas já encontrei umas poucas bétulas e padreiros/bordos). Hoje à tarde mando-lhe um email com o comprovativo da transferência.

    Muito obrigada novamente,
    Núria

    ResponderEliminar
  2. Olá Rafael,
    Estive a ler a historia da minha freguesia e curiosamente,no passado era uma região de pilriteiros, no entanto hoje nem ve-los.

    Se tiver sementes de pilriteiro que me possa enviar agradeço.

    ResponderEliminar
  3. Olá gostaria de sementes, mudas e frutos de abrunho bravo como consigo? meu e-mail: contato-silkart@msn.com

    ResponderEliminar
  4. Muito agradeço que me me envie sementes de pilriteiro para plantar na serra algarvia.
    O meu contacto é licungo@gmail.com. Fico a aguardar que me indique as condições.

    ResponderEliminar
  5. haveria a possibilidade de me enviar sementes de pilriteiro?
    gratidão

    ResponderEliminar