sexta-feira, 22 de março de 2013

Lentisco-bastardo (Phillyrea angustifolia)




Desde sempre interessado por tudo aquilo que ao mundo natural diz respeito, só há alguns anos focalizei as minhas atenções na nossa flora autóctone. Este novo interesse certamente não será alheio à grande diversidade florística presente no Alto-Douro, região onde agora habito. Pois foi precisamente no Alto-Douro que pela primeira vez a minha atenção se voltou para o lentisco-bastardo. Na altura sem flores e sem frutos, cheguei a interrogar-me se não se trataria de alguma espécie de acácia, dada a semelhança das suas folhas com as folhas da acácia-das-espigas, espécie exótica invasora que tão bem conhecia no litoral. Estava evidentemente enganado! Mais desperto e atento, verifiquei que o lentisco-bastardo afinal se distribui por quase todo o território continental. Curiosamente, o Nordeste transmontano é a região onde a sua presença menos se faz sentir, com exceção do vale do Douro e depressões anexas. 
Na construção do meu jardim, o lentisco-bastardo não poderia ficar esquecido. 

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ 
Nome vulgar: Lentisco-bastardo; Lentisco; Aderno-de-folhas-estreitas; Cardono. 
Família botânica: Oleaceae. 
Nome científico: Phillyrea angustifolia. 
Distribuição Geral: Oeste e zona central da bacia mediterrânica. 
Distribuição em Portugal: quase todo o território continental; ausente no Nordeste transmontano excetuando o vale do Douro e depressões anexas. 
Habitat: matos e matagais em locais secos e expostos; terrenos incultos; indiferente edáfico é frequente em solos pobres e pedregosos. 
Floração: janeiro a abril. 
Características: 
Trata-se de um arbusto perenifólio com ramos flexíveis que pode atingir os três metros de altura. Possui folhas estreitas, linear-lanceoladas, opostas, verde escuras na página superior e verde amareladas na página inferior. Possui flores hermafroditas de pequena dimensão, esbranquiçadas, reunidas em cachos axilares. O fruto é uma drupa ovoide-apiculada, semelhante a uma pequena zeitona, de coloração inicialmente verde e depois azul-carregado ou preto, na maturação. 

No jardim pode ser usado em sebes e maciços arbustivos. Dispensa a rega ou outro tipo de cuidados. 
Rafael Carvalho / mar2013

Sem comentários:

Enviar um comentário