quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Chicória (Cichorium intybus)




+

Planta ruderal, comum nas bermas das nossas estradas, a chicória foi das primeiras plantas a criarem em mim o sentimento de fascínio.
No final do verão, antes de entrar no período de dormência, a chicória presenteia-nos com a sua bela floração. A ramagem desengonçada e desinteressante que sustenta as suas flores, contribui para enfatizar a sua beleza.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
Nome vulgar: almeirão; Chicória-amarga; chicória-do-café.
Família botânica: Asteraceae.
Nome científico: Cichorium intybus.
Distribuição Geral: região mediterrânica, grande parte da Europa.
Distribuição em Portugal: frequente em todo o país, com especial intensidade no Centro Litoral.
Habitat: Espécie ruderal presente em terrenos baldios, bermas de caminhos e campos agrícolas cultivados ou incultos..
Floração: junho a setembro.
Características:
Erva bianual ou perene, a chicória é utilizada na alimentação e como planta medicinal. A sua altura pode atingir os 120 cm. Muito ramosa possui, ao nível da base, folhas lanceoladas de bordos sinuosos distribuídas em roseta. As flores, reunidas em inflorescências, são intensamente azuis. As flores surgem nos caules praticamente despidos de folhas. As flores fecham ao final do dia. A chicória produz frutos secos com uma só semente. A sua raiz é um tubérculo que depois de moído e torrado é utilizado na produção de substitutos do café.
As flores da chicória são muito ornamentais, não sendo de descorar o seu possível uso em jardinagem. As suas flores atraem vários tipos de insetos.
Rafael Carvalho / out2014

2 comentários:

  1. Estava curiosa c/ esta planta que tenho visto à beira dos caminhos.

    ResponderEliminar
  2. Olinda,
    obrigado pelo comentário.
    Volte sempre!

    ResponderEliminar